Fertilizantes: aumentos serão investigados por Comissão de Agricultura

Para o autor da proposta, o deputado Domingos Sávio, a alta destes insumos tem indícios de crime.

A Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados aprovou neste terça-feira (14) a implementação de uma proposta de fiscalização e controle para investigar as causas dos aumentos dos fertilizantes. De acordo com o autor da proposta, o deputado Domingos Sávio, a alta destes insumos tem indícios de crime.

“O que estamos assistindo em termos de aumento de preços dos fertilizantes e alguns insumos essenciais para a produção agrícola no Brasil, na minha forma de avaliar, tem indícios graves de crime. É inaceitável que a gente verifique que ainda que tenha aumentado muito o petróleo, ainda que tenha havido a desvalorização do real perante o dólar, ainda que tenhamos alguns fatores na cadeia produtiva que possam suscitar aumento, nada justifica os aumentos que estamos vendo”, avalia.

Vale lembrar que o novo presidente interino da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil), José Sismeiro, já havia levantado a suspeita de formação de cartel entre as fornecedoras de fertilizantes.

“Um exemplo pessoal: em 2020, paguei R$ 1.870 em uma tonelada de fertilizante para poder plantar a minha soja. Hoje em dia, para plantar a da safra 2022/23, tenho certeza de que não consigo essa quantidade por menos de R$ 6.500. Se for uma formação de cartel, tem de ser tratada de forma criminosa porque está até ofendendo a inteligência de todos nós e, mais do que isso, gerando fome no mundo, já que nós produtores temos de comprar adubo neste preço, o que onera o produto final e chega ao consumidor”, disse ele em entrevista ao Mercado & Cia, no dia 2 de junho.

Por: Canal Rural

Mais Agronotícias