Agro está cada vez mais atento à reciclagem e reutilização de materiais

Após o uso, o silo-bolsa é utilizado na fabricação de sacolas de lixo e embalagens (Foto: Getty Images)

Agro está cada vez mais atento à reciclagem e reutilização de materiais

Para quem observa o Brasil entre os principais fornecedores mundiais de alimentos do século XXI, com projeção de superar os 268 milhões de toneladas de grãos nesta safra, não imagina o trabalho árduo feito nos últimos anos para atingir tamanha produtividade. Além do uso de tecnologia dentro e fora da porteira e da profissionalização da gestão nas propriedades rurais, a atuação ambientalmente responsável tem sido preponderante para um resultado que impressiona.

O avanço dos sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF), a recuperação de pastagens degradadas e o uso intensivo da agricultura de precisão são alguns modelos dessa nova agricultura verde. Mas muito mais do que os processos, os materiais utilizados no campo também são alvo de preocupações dos produtores.

Um exemplo de bom custo-benefício – e responsabilidade ambiental – é o silo-bolsa (ou silo-bag), espécie de armazém “móvel”, fabricado a partir de plástico polietileno, uma solução relativamente barata (entre R$ 1 e R$ 2 por saca de grão armazenada).

Hector Mallinarich, diretor técnico da argentina Ipesa, companhia líder no mercado nacional, explica que a resistência da lona do silo-bag suporta o armazenamento de grãos por até 24 meses, embora a grande maioria dos agricultores o faça por um período bem mais curto, entre quatro e seis meses. Isso para preservar a qualidade dos grãos.

Após lavagem, secagem, aquecimento e peletização do plástico do silo-bag, é possível fabricar produtos como sacolas de lixo e embalagens. Outra vertente para reutilização que é pequena, mas vem crescendo, é a compactação para aplicação na construção civil, como tijolos, telhas e placas. Na agricultura, é aproveitado, ainda, para impermeabilizar depósitos de água para irrigação.

Por: Revisa Globo rural

 

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
O URL curto deste artigo é: https://wp.me/p49eYW-6Dt

Você pode gostar...