‘Atividade rural pode se financiar no mercado’

Novaes, do BB, vê espaço para mais cortes de custos com pessoal na instituição. Foto: Marcos Corrêa/PR

Segundo executivo, orientação do ministro da Economia é pela redução de crédito a juro subsidiado para o setor; sobre diminuição de pessoal, ele afirma que ‘custo é como unha, é preciso cortar constantemente’

BRASÍLIA – Mesmo sob pressão do agronegócio, o novo presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, mantém a posição de que o “grosso da atividade rural” pode se financiar a taxas de mercado. Da carteira de R$ 188 bilhões de crédito rural do BB, 46% foram desembolsados com subsídios do Tesouro Nacional. Em 2018, a União bancou R$ 5 bilhões de diferença entre o juro cobrado pelo BB e o custo da captação.

Novaes disse que a estratégia do banco é reduzir as operações de financiamento a grandes empresas e focar pessoas físicas e pequenas empresas. “Temos vantagens comparativas e encontramos um maior retorno”, afirma. Ele também disse que há espaço para cortes de custos na instituição, mas disse que não vê nenhum corte “dramático” de funcionários no “futuro próximo previsível”.

Agronegócio

Banco estatal é líder isolado em financiamento à produção

Pessoal

Como ficam os patrocínios?

Uma empresa como a nossa, que tem concorrentes agressivos em suas campanhas de marketing e patrocínios, não pode deixar de divulgar a marca e os produtos. Pretendemos que a política para a área seja absolutamente coerente com o objetivo de maximização de resultados. Ou seja, toda ação será subordinada a uma análise de custo e benefício.

 

Fonte: Estadao

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
O URL curto deste artigo é: https://wp.me/p49eYW-5dj

Você pode gostar...