Milho: Saiba quanto vender para garantir lucros

TF Agroeconômica recomenda quanto vender e quanto guardar para aproveitar melhores margens

Os custos de produção da safra de verão de milho foram atualizados pelo Deral-PR para R$ 38,47/saca para quem produz 140 sacas/hectare. Por outro lado, o preço médio de venda do produtor está R$ 77,00/saca no Rio Grande do Sul, resultando em um lucro de 100,15%. No Paraná, onde o preço médio de venda dos agricultores estaria por volta de R$ 68,00/saca, perfazendo um percentual de lucro de 76,76%.

“Em ambos os casos, nossa recomendação é a mesma de há muito tempo: Não corra atrás de preço, mas de lucro; muitos produtores perderam grandes lucros por correrem atrás de preço. Os lucros ainda estão ótimos. Portanto, venda pelo menos 50% da sua estimativa de produção aos preços atuais e garanta bons lucros. Guarde os restantes 50% para ir vendendo à medida que as incertezas sobre a safra se confirmem ou não”, sugere a equipe de analistas da Consultoria TF Agroeconômica.

Os especialistas lembram que desde o início de novembro os preços do milho estão recuando lentamente, mas ainda se mantém em patamares muito lucrativos: “Há mais fatores de baixa do que de alta nos mercados, tanto nacional quanto internacional”.

FATORES DE ALTA 

Mercado internacional 

*Chicago está 13,16% mais alto do que na mesma semana do ano passado, quando estava a $ 368,50, contra os atuais $417,0;
*O preço FOB Flat do milho brasileiro para janeiro está a US$ 238,75/t, contra US$ 181/t na mesma semana do ano passado, alta de 31,90%; *Preços internacionais continuam subindo.

Mercado nacional 

*Pouca disponibilidade de produto nos principais estados consumidores mantém elevadas as cotações;
*Redução da safra do Centro-Sul do país, onde a chuva chegou tarde e a área plantada foi menor.
*No Rio Grande do Sul, muitas lavouras que perderam potencial produtivo foram transformadas em silagem para produção de leite. O estado deverá continuar a ter os preços mais altos do país na próxima safra, como teve na safra 2019/20.

 

FATORES DE BAIXA 

Mercado internacional 

*Poucos interesses de compra no mercado internacional;
*Previsão de compras chinesas de milho americano não se concretizaram, ainda.

Mercado nacional 

*Compradores estocados até a colheita da safra de verão, reduzem compras;
*Pressão de venda por parte dos produtores que seguravam estoques pensando em novas altas.

Fonte: Agrolink

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
O URL curto deste artigo é: https://wp.me/p49eYW-6vY

Você pode gostar...