Saiba como fazer a implantação correta das pastagens, visando melhores resultados na fazenda

Instrutora do Senar Mato Grosso explica os principais passos para garantir que a área de pasto ofereça condições ideais para suportar maior número de animais por hectare.

 

O investimento na melhora das áreas de pasto é um dos caminhos apontados para quem quem busca aumentar a eficiência da propriedade. Mas você sabe quais são os primeiros passos na hora de implantar as forrageiras? Segundo a zootecnista Mariane Ferro, que é instrutora credenciada junto ao Senar Mato Grosso, tudo começa pela análise do solo. É fundamental conhecer a composição do terreno, para que suas deficiências possam ser corrigidas a fim de que a o desenvolvimento das gramíneas que forem cultivadas possa atender às expectativas.

Implantacão

Para esta correção, entra em cena o calcário. A instrutora explica que a dosagem e o tipo do calcário (dolomítico, calcítico ou magnesiano) será definida conforme o diagnóstico obtido na análise do solo. A adubação vem na sequência, também obedecendo os níveis de nutrientes baseados na análise do solo. Mariane destaca que nesta hora o foco deve estar no fornecimento de fósforo, já que o elemento terá papel importante no desenvolvimento do das forrageiras. Os demais nutrientes, como o ferro – por exemplo – também merecem atenção. Mas, em caso de haver necessidade de priorizar o investimento, o ferro deve ser o escolhido, segundo Mariane.

Por: Canal Rural

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
O URL curto deste artigo é: https://wp.me/p49eYW-6mT

Você pode gostar...