Servidores do Meio Ambiente afirmam que entrarão em greve dia 18 de janeiro

Anffa Sindical, que representa os fiscais agropecuários, ainda não decidiu se irá aderir ao movimento

Servidores do Meio Ambiente – Ministério, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Chico Mendes de Biodiversidade e Conservação (ICMBio) e o Serviço Florestal Brasileiro (SFB) – informaram à Globo Rural que pretendem entrar em greve no próximo dia 18 de janeiro, terça-feira.

A data já está sendo chamada de ‘paralisação nacional’. “Estamos nos organizando para integrar as manifestações que estão sendo organizadas pelo funcionalismo público federal, com uma paralisação nacional marcada para o dia 18 de janeiro de 2022″, reiterou a Associação Nacional dos Servidores Ambientais (Ascema Nacional).

Estrada aberta em meio à floresta amazônica em Trairão, Pará (Foto: Victor Moriyama/Greenpeace)

Questionada sobre a possibilidade de servidores entregarem cargos, a entidade disse que houve “alguns casos pontuais desde o início deste governo, mas não da forma que ocorreu na Receita Federal”.

Já o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (Anffa Sindical), que está em paralisação parcial desde 27 de dezembro, ainda não decidiu se irá aderir à greve. “Possíveis decisões da categoria sobre greves ou paralisações serão pautadas e decididas em breve em assembleias e serão compartilhadas com a imprensa, assim como a questão da entrega de cargos, que ainda não foi decidida”, afirmou o Anffa por meio da assessoria de imprensa.

Fonte: Globo Rural

Foi útil a notícia? Seja o primeiro a comentar.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
O URL curto deste artigo é: https://ruralbook.com.br/rb7u80q

Mais Agronotícias