Categorias
Agronotícias

Câmara aprova teto de R$ 250 para a cobrança dos cartórios no registro de crédito rural

Projeto de Lei de Conversão (PLV) nº 33 segue agora para discussão e votação no Senado Federal

Os produtores rurais são submetidos a cobranças irreais e abusivas de emolumentos (custas cartorárias) para o registro das garantias em operação de financiamento rural no país. A afirmação foi feita pelo deputado federal Zé Mario Schreiner (DEM-GO) após a aprovação, no Plenário da Câmara dos Deputados, do artigo 3 – que fixa teto geral de R$ 250 para a cobrança dos cartórios no registro de garantias para operações de crédito rural – na Medida Provisória 958/2020. A proposta segue agora para votação no Senado.

Na falta de um teto federal, cada Estado fixa, com soberania, valores sem qualquer uniformidade e, com isso, os emolumentos se tornaram relevante na planilha de custo do produtor rural – o que segundo Schreiner agrava a pressão financeira sobre a produção agrícola no Brasil.

O parlamentar afirmou que os valores chegam a elevar em 1,5 ponto percentual o custo do financiamento tomado pelo produtor na operação de crédito rural. “Em um cenário de taxa básica de juros da economia de 2% ao ano, e taxa do crédito rural de 2,5% a 6% ao ano, esse custo da contratação do crédito fica irreal ao produtor rural na tomada do financiamento rural.”

O teto geral de R$ 250 de custas cartorárias na MP 958 faz uma alteração pontual na lei federal nº 10.169/2000 que legisla sobre normas gerais em matéria de emolumentos de Cartórios no país. “A alteração fixa apenas um teto de cobrança, ficando os estados com sua integral autonomia para estabelecerem valores abaixo desse teto conforme for necessário,” explicou Schreiner.

Para exemplificar os impactos financeiras e econômicas do custo desse registro, sem o teto geral, os quadros a seguir mostram o caso da Bahia em que o custo do registro de cédulas e garantias para produtores pequenos, médio e grandes representa em torno de 0,6% do valor do financiamento.

Crédito Rural

A MP 958/2020 facilita o acesso ao crédito junto aos bancos públicos ao dispensar os clientes – empresas e pessoas físicas – com o objetivo de reduzir os prejuízos causados pela covid-19 na economia brasileira.

Deputado Pedro Lupion (DEM-PR)

Segundo o deputado federal Pedro Lupion (DEM-PR) foram acatadas pelo relator, deputado Rubens Bueno (CIDADANIA-PR), no texto final da medida provisória três emendas do agro. Além da redução dos custos com os cartórios nas operações de crédito rural, a segunda acatada parcialmente por Rubens Bueno propunha que ficasse suspensa a exigência de Certidão Negativa de Débitos, por um período mínimo de seis meses, para a realização de novas operações de crédito ofertadas por bancos públicos.

“Desde o começo, sabíamos que essa MP era importante para o campo, ao garantir certo fôlego ao produtor rural, principalmente em um momento como o que estamos atravessando. Conseguimos negociar com o relator as emendas e, agora, vamos trabalhar para que tudo seja mantido pelos senadores”, destacou Lupion ao enaltecer o trabalho de articulação da Frente Parlamentar da Agropecuária no Congresso Nacional.

Deputado federal Zé Silva (SD-MG)

A terceira emenda do agro acatada pelo relator, na análise dos destaques, foi a do deputado Zé Silva (Solidariedade-MG) que “permite aos bancos aceitar o leite e o rebanho de vacas como garantia de empréstimos destinados a investimento ou custeio tomados por produtores de leite.”

O texto final, que se tornou o Projeto de Lei de Conversão (PLV) nº 33 segue para discussão e votação no Senado Federal.

Fonte: AgênciaFPA

Categorias
Sicredi

Porto Estrela ganha agência e projetos sociais do Sicredi

Sicredi Sudoeste MT/PA inaugura a 1ª agência do município e a 36ª da cooperativa, levando produtos e serviços financeiros aos associados e programas sociais para toda a comunidade

Sicredi chega à cidade de Porto Estrela (a 191 km de Cuiabá) para mudar a realidade da pequena comunidade, de cerca de três mil habitantes. A cooperativa Sicredi Sudoeste MT/PA inaugura nesta segunda-feira (03.08) a primeira agência do município, em uma cerimônia simbólica. A cidade passa a ser incluída financeiramente, fazendo com que os moradores não precisem mais se deslocar até a cidade de Barra do Bugres, distante 41 km, para realizar suas operações financeiras.

Esta é a 38ª agência da cooperativa, que agora atua em 19 cidades de Mato Grosso e em outras 11 do Pará. Com uma agência em Porto Estrela, o comércio e os serviços locais serão beneficiados, pois a população poderá fazer suas operações financeiras na própria cidade, inclusive as compras, que antes eram feitas no município vizinho. Dessa forma, vai contribuir com o desenvolvimento econômico local.

A chegada do Sicredi à cidade não traz apenas benefícios econômicos. A área social também é contemplada e vários projetos da instituição começaram a ser desenvolvidos junto à comunidade. Um dos fatores que contribui para isso é o formato da nova agência, que não opera numerário em espécie – o que estimula a realização de negócios de outras formas, com uso de cartões e transações digitais.

Esse conceito beneficia diretamente a comunidade, como consequência dos investimentos realizados para a operacionalização da agência nesse formato. Entre eles está a disponibilização de wi-fi gratuito para a comunidade na Praça Central, para que os associados realizem suas operações financeiras pelo aplicativo do Sicredi, bem como use a internet para outras finalidades, como a educação. Nesse sentido, uma escola de informática está em fase de implantação, em parceria com a prefeitura.

Outra frente social atendida inclui a educação. Também está em fase de implantação o Programa A União Faz a Vida, principal projeto de responsabilidade social do Sicredi, que beneficia alunos e educadores através de uma metodologia de ensino voltada para o desenvolvimento da cidadania e da cooperação, com a participação da comunidade. Os alunos passam a ser protagonistas do processo de aprendizagem, tornando o conhecimento mais prazeroso e envolvente.

A comunidade será beneficiada ainda por um programa que disponibiliza bicicletas para uso comum, o Use e Devolva. Além disso, serão oferecidas formações de Educação Financeira para quem tiver interesse. O presidente da cooperativa, Antonio Geraldo Wrobel, afirma que chegar ao município levando tantos benefícios é uma satisfação para a cooperativa e materializa sua missão, que é oferecer produtos e serviços financeiros e promover o desenvolvimento local. “É uma comunidade pequena, cujos moradores tinham que ir para a cidade vizinha para fazer suas operações financeiras e compras. Agora, economizarão tempo e dinheiro tendo uma agência na cidade, de uma instituição que também se preocupa com o bem-estar e a qualidade de vida das pessoas”.

O diretor-executivo da cooperativa, João Coelho, acrescenta que ter uma agência também melhora a atratividade do município para os investidores, inclusive parceiros do Sicredi, que possuem convênios para implantação de energia solar, móveis e utensílios, empresas de agropecuária, fortalecendo a economia da região.

É justamente essa a consequência esperada pelo prefeito de Porto Estrela, Eugênio Pelachim. “Termos uma agência do Sicredi em nossa cidade vai facilitar a vida das pessoas, das empresas e dos agricultores familiares. Teremos acesso aos recursos para financiar a agricultura familiar. Os empresários terão crédito para suas empresas e os servidores públicos serão beneficiados, com a prefeitura podendo fazer o pagamento da folha através cooperativa. Todo mundo ganha”, comenta ao se dizer otimista com a perspectiva de crescimento da cidade.

Diferenciais e impactos

A agência de Porto Estrela está localizada na avenida José Antônio de Faria, no Centro, e já entra em funcionamento oferecendo benefícios aos associados. Disponibiliza cartão sem anuidade para pessoas físicas e máquina de cartão sem o custo do aluguel para as empresas. As linhas de crédito consignado estão com taxas mais acessíveis.

Entre os benefícios econômicos esperados está o incremento das vendas do comércio local com meios alternativos de pagamentos, como as máquinas de cartões; aumento na arrecadação de impostos como consequência do aumento nas vendas e da abertura de uma instituição financeira como contribuinte de imposto sobre prestação de serviços; e a geração de empregos de forma direta e indireta.

Sobre a Cooperativa

A Cooperativa Sicredi Sudoeste MT/PA tem 31 anos de fundação. É uma das 110 cooperativas que compõem o Sistema Sicredi. Sua área de atuação abrange 97 municípios nos estados de Mato Grosso e no Pará. A sede administrativa fica em Tangará da Serra. São 36 agências, distribuídas em 30 cidades, que reúnem mais de 81 mil associados nesses dois estados.

As agências estão localizadas em Arenápolis, Barra do Bugres, Cáceres, Campo Novo do Parecis, Campos de Júlio, Curvelândia, Denise, Glória d’Oeste, Mirassol d’Oeste, Nortelândia, Nova Marilândia, Nova Olímpia, Poconé, Porto Esperidião, Porto Estrela, Santo Afonso, Sapezal, Tangará da Serra e Várzea Grande em Mato Grosso. No Pará está presente nos municípios de Canaã dos Carajás, Marabá, Parauapebas, Redenção, Rio Maria, Tucumã , Xinguara, Dom Eliseu, Rondon do Pará, Abel Figueiredo, Paragominas e Tomé-Açu.

Assessora de Comunicação e Marketing
Comunicação e Marketing

Categorias
Sicred

Cooperativas do Sicredi realizam mais de 120 ações e beneficiam 570 mil pessoas

Dia de Cooperar

Nas regiões Centro-Oeste e Norte, as cooperativas aplicaram mais de R$ 2 milhões em iniciativas para o combate e prevenção ao novo coronavírus (Covid-19)

O interesse pela comunidade é um dos sete princípios do cooperativismo. E no último dia 04, as cooperativas de todo o país, entre elas as do Sicredi, comemoraram o dia de um dos maiores programas de voluntariado do Brasil, chamado de Dia de Cooperar (Dia C), celebrado sempre no primeiro sábado de julho. Promovida pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), a data é uma comemoração ao Dia Internacional do Cooperativismo, com atividades realizadas por voluntários nas áreas de saúde, lazer, educação e meio ambiente para transformar realidades.

Desde o ano passado, o conceito do programa mudou e, em vez de as ações se concentrarem em uma única data, passaram a ser realizadas ao longo do ano. Na área de atuação da Central Sicredi Centro Norte, que abrange os estados de Mato Grosso, Pará, Rondônia e Acre, as cooperativas já realizaram várias ações no 1° semestre deste ano, a maior parte delas voltada à prevenção e combate ao novo coronavírus (Covid-19). As nove cooperativas destinaram, juntas, mais de R$ 2 milhões em recursos para realização de cerca de 120 ações para minimizar os impactos da doença.

Na lista de iniciativas contra a doença, num movimento nacional do Sicredi, estão ações e doações (realizadas a partir de março) como aquisição de respiradores para hospitais, aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e outros aparelhos hospitalares; compra de cestas básicas para doação; além de doações em dinheiro para ações de prevenção. Foram mobilizados aproximadamente 3,2 mil voluntários, com iniciativas que beneficiaram mais de 570 mil pessoas direta e indiretamente.

Consultorias e encontros de Educação Financeira também compõem o quadro de ações que beneficiam a comunidade. O assessor de investimento, Dionatha Axel fez uma live no dia C, com transmissão pelas redes sociais da Cooperativa, com o tema: “A pandemia afetou o meu bolso, e agora?”, onde conseguiu de forma clara e lúdica, passar dicas de como se comportar com o dinheiro, mesmo em tempos de crise.

De acordo com o presidente da Cooperativa, essas ações estão dentro da missão do Cooperativismo, fazer o bem a comunidade. “Com essas atitudes e com a participação voluntária dos nossos colaboradores, estamos construindo uma sociedade mais próspera. Assim, podemos melhorar a qualidade de vida das pessoas e contribuir para uma vida financeira mais sustentável”, afirma o presidente da Sicredi Sudoeste MT/PA, Antonio Geraldo Wrobel.

Na região, um total de 66 municípios foram beneficiados pelas ações, sendo 55 em Mato Grosso, 8 em Rondônia, 2 no Acre e 1 no Pará. As cooperativas da Central Sicredi Centro Norte também apoiam o Fundo Um Por Todos e Todos Contra a Covid-19, da Fundação André e Lucia Maggi. A campanha online tem objetivo de ajudar famílias em situação de vulnerabilidade social, especialmente em Mato Grosso, Amazonas e Rondônia.

As ações de arrecadação de alimento ainda continuam, os interessados em ajudar, podem deixar a contribuição em uma das agências Sicredi da Cooperativa, ou entrar em contato com o gerente a partir do número de WhatsApp corporativo (51)3358-4770.

Dia de Cooperar

As iniciativas do Dia C estão alinhadas aos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, propostos pela Organização das Nações Unidas (ONU). O Dia C nasceu em 2009, em Minas Gerais, e logo ganhou a adesão de cooperativas de todo o território nacional. Segundo a OCB/MT, as cooperativas de Mato Grosso fazem parte desse movimento desde 2013 e este ano, apesar da pandemia do Covid-19, realizam ações que fazem a diferença na vida das pessoas.

No ano passado, o Sicredi em MT, PA, RO e AC promoveu 102 ações nas áreas de cultura, educação, esporte e lazer, integração, responsabilidade social, bem-estar e saúde, impactando um total de 107.053 pessoas.

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 4,5 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.800 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br).

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Facebook | Twitter | LinkedIn | YouTube |Instagram

O Sicredi Centro Norte, que abrange os estados de Mato Grosso, Rondônia, Pará e Acre, tem mais de 500 mil associados, com 181 agências em 143 municípios.

Mábia Cristine

Assessora de Comunicação e Marketing
Comunicação e Marketing

Categorias
Agronotícias

Sicredi reinaugura agência em Nortelândia

A cooperativa tem um compromisso social e econômico com a comunidade e prioriza pelo bem-estar comunitário

Muito além da renovação da identidade visual e do mobiliário, a nova agência do Sicredi em Nortelândia é reinaugura com um ambiente inspirador, permitindo que as pessoas vivam a essência da marca Sicredi e do Cooperativismo.

Com quase 500 m² a nova agência está localizada na Avenida Valetin Peron, N° 244, no centro da cidade e ao lado do Fórum. A nova agência dispõe de um amplo espaço que prioriza o bem-estar e conforto para os associados, com atendimento ao público de segunda a sexta-feira, das 09h às 15h e o ao autoatendimento todos os dias de 6h às 22h.

Participaram da cerimônia simbólica o presidente da Cooperativa Sicredi Sudoeste MT/PA Antonio Geraldo Wrobel, o diretor-executivo da cooperativa João Coelho, o Diretor de Negócios Fabiano Garcia, o Conselheiro de administração da Cooperativa, Valdir Salvalaggio, os colaboradores da agência, o prefeito Jossimar José Fernandes, os representantes da paroquia Sant’Ana e da igreja evangélica.

Para o presidente da Cooperativa esta é uma importante obra, pois a agência de Nortelândia foi a que deu início à expansão da Cooperativa, que hoje já tem 31 anos de existência. “Há bastante tempo a Cooperativa vinha buscando oferecer instalações mais adequadas para atender com comodidade todos as cooperados, e agora conseguimos disponibilizar uma estrutura adequada aos anseios dos cooperados de Nortelândia. Esperamos que ela propicie condições de alavancar ainda mais o crescimento econômico local e contribuir para a retenção dos recursos gerados no município para fomentar o desenvolvimento”, declara o presidente, Geraldo Wrobel.

A obra atende as necessidades da a população de Nortelândia, pois a cooperativa tem um compromisso com todos os setores da economia em especial os pequenos produtores, pequenos e micros empresários, funcionários públicos e profissionais liberais.

De acordo com o padre Melquior Casali da Paróquia Sant’Ana a revitalização do prédio de propriedade da igreja católica, deu vida a uma construção que estava inutilizada, trazendo assim vida, esperança e prosperidade, que deságua no desenvolvimento e no progresso da cidade. “Essa parecia, fortalece a nossa Cidade e renova as forças de um futuro de glória e desenvolvimento. Ensinando a todos que a união faz nascer desenvolvimento e renda”, garante o padre.

Em cumprimento aos protocolos de segurança e saúde, o funcionamento da agência continua com atendimento contingenciado, com o controle no número de pessoas dentro da unidade. A higienização da agência está sendo feita de forma intensificada, há disponibilidade de álcool em gel para os associados. Outras medidas para evitar a propagação do vírus também foram adotadas para garantir a segurança dos colaboradores, associados e de toda a comunidade.

Vale lembrar que o Sicredi disponibiliza meios eletrônicos de atendimento (internet banking e aplicativo) que são completos e permitem a realização da maior parte das operações sem a necessidade de ida às agências. A recomendação é que os associados façam uso desses canais, bem como os telefônicos, que estão disponíveis nos números: 3003 4770 (para capitais e regiões metropolitanas), 0800 724 4770 (para demais regiões) e 0800 724 0525 (para deficientes auditivos e de fala). Além das mensagens via WhatsApp pelo número (51) 3358-4770, que é automatizado e direciona o atendimento para a agência do associado.

Responsabilidade Social

Em 2007, Nortelândia recebeu a implantação do Programa União Faz a vida, principal projeto de responsabilidade social do Sistema Sicredi. Com o programa tem mudado a forma de educar crianças e adolescentes das escolas públicas, ao despertar neles os princípios de cooperação e cidadania por meio de uma metodologia de projetos diferenciada, que estimula o aluno a ser o protagonista do aprendizado, assim ficam mais motivados a estudar. Hoje, o projeto atende duas escolas na cidade, com 13 educadores e contempla 325 crianças e adolescentes.

Sobre a Cooperativa

A Cooperativa Sicredi Sudoeste MT/PA tem 31 anos de existência e é uma das 110 cooperativas que compõem o Sistema Sicredi. Sua área de atuação abrange 97 municípios nos estados de Mato Grosso e Pará. A sede administrativa é em Tangará da Serra. São 37 agências, distribuídas em 30 cidades, que reúnem mais de 81 mil associados nesses dois estados.

As agências estão localizadas em Arenápolis, Barra do Bugres, Cáceres, Campo Novo do Parecis, Campos de Júlio, Curvelândia, Denise, Glória d’Oeste, Mirassol d’Oeste, Nortelândia, Nova Marilândia, Nova Olímpia, Poconé, Porto Esperidião, Santo Afonso, Sapezal, Tangará da Serra e Várzea Grande em Mato Grosso. No Pará está presente nos municípios de Abel Figueiredo, Canaã dos Carajás, Marabá, Parauapebas, Redenção, Rio Maria, Tucumã, Xinguara, Dom Eliseu, Rondon do Pará, Paragominas e Tomé-Açú.

 

Mábia Cristine

Assessora de Comunicação e Marketing

Comunicação e Marketing