Categorias
Sicredi

Sicredi está entre as melhores instituições financeiras do Brasil, segundo Forbes

Resultado faz parte do ranking World's Best Banks 2021, realizado em 28 países e que avaliou critérios como atendimento, serviços digitais, entre outros

O Sicredi, instituição financeira cooperativa com mais de 5 milhões de associados e presença em 24 estados e no Distrito Federal, conquistou a sétima posição do país no ranking World’s Best Banks 2021, elaborado pela Forbes em parceria com a empresa de estatísticas Statista. No total, 500 bancos foram listados globalmente na publicação.

A pesquisa, de caráter popular, levou em conta a opinião de 43 mil respondentes, de 28 países diferentes e avaliou as instituições com base satisfação geral e recomendação, a partir dos elementos confiança, termos e condições, atendimento ao cliente, serviços digitais e consultoria financeira. Os participantes indicaram as instituições financeiras onde possuem ou já possuíram uma conta corrente ou poupança e em seguida responderam um questionário detalhado, dando notas baseadas na sua experiência.

“A presença em uma lista tão relevante nos orgulha muito, pois premia o nosso modelo de atuação diferenciada dentro do setor financeiro. Enquanto cooperativa de crédito, somos focados em atender as necessidades dos nossos associados, que possuem poder de participação nas decisões e resultados das cooperativas. Para isso, buscamos estar próximos das pessoas, sendo um integrante ativo das comunidades e buscando gerar prosperidade
além dos serviços financeiros. Em resumo, mantemos os diferenciais positivos do cooperativismo, ao mesmo tempo em que investimos em tecnologia, gerando soluções que facilitam as rotinas das pessoas, e é todo esse conjunto que gera boas experiências em quem se relaciona conosco.”, afirma João Tavares, presidente executivo do Banco Cooperativo

Sicredi.
Crescimento e solidez
Em março deste ano, o Sicredi ultrapassou a marca de 5 milhões de associados e tem mantido um ritmo constante de expansão de áreas de atuação, estando hoje presente em quase 1,5 mil municípios do país, com mais de duas mil agências e 30 mil colaboradores. Atualmente, a instituição detém R$ 159, 9 bilhões em ativos, R$ 20, 8 bilhões em patrimônio líquido e R$ 105, 7 bilhões em depósitos. Além de disso, por meio de sua Gestora de Recursos (Asset), são mais de R$ 50 bilhões administrados.

O Sicredi possui ratings das principais agências de classificação de risco mundiais: Fitch (AA), Moody´s (Aa2) e Standard & Poor´s (AAA), além da classificação como “Forte” da Fitch em relação à Asset do Sicredi.

Sobre o Sicredi
O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 5 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 24 estados* e no Distrito Federal, com mais de 2.000 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br).

Classificação da informação: Uso Interno

*Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Facebook | Instagram| Twitter | LinkedIn | YouTube

Categorias
Agronotícias

Banco do Brasil libera mais R$ 1 bi para crédito rural

O valor é para financiamento de máquinas e equipamentos

O Banco do Brasil anunciou que vai liberar mais R$ 1 bilhão em recursos para crédito rural no Plano Safra 20/21. A linha é voltada para o financiamento de máquinas e equipamentos agropecuários. A contratação utilizará recursos próprios da poupança rural, com taxa de 7,5% ao ano e prazo de até seis anos.

Neste ano-safra a instituição financeira já liberou R$9,1 bilhões para investimento agropecuário, 27% a mais do que no ano anterior.

Em nota o vice-presidente do BB, João Rabelo, destacou que o setor está demandando mais recursos à medida que a produção cresce. “O nosso objetivo é atender a uma demanda crescente do setor, dinamizando a cadeia produtiva das empresas fabricantes e revendas e contribuindo para a transformação tecnológica no campo”, destaca.

Em sua rede social a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse que esta é uma excelente notícia. Reforçou que nesta safra já são mais de R$ 236 bilhões liberados, sendo R$ 57 bilhões somente para investimento. “O desempenho tem sido fantástico, com aumento de contratações e mais crédito para o nosso campo e apoiando toda a cadeia produtiva”, completou.

Fonte: Agrolink

Categorias
Agronotícias

Empossados os novos Conselheiros Fiscais da Sicredi Sudoeste MT/PA

A solenidade aconteceu na sede administrativa da Cooperativa e com a renovação das cadeiras, uma mulher compõe o quadro do Conselho

Marcada por uma cerimônia restrita na sede administrativa da Cooperativa Sicredi Sudoeste MT/PA, tomaram posse os novos conselheiros fiscais, na manhã do dia 26 de maio.

Devido ao período de pandemia do Coronavírus, a cerimônia ocorreu apenas com a presença do vice presidente da Cooperativa, José Flores dos Santos, e do Presidente Antonio Geraldo Wrobel que juntos, empossaram os Conselheiros Fiscais Efetivos Luiz Carlos da Silva, Claudio Giuseppe Terzi e Georgia Malossi Queiroz e os Suplentes Cesar Luis Souto Olyntho, Marcus Vinicius Gomes e Claudio Cezar Bicalho, que acompanharam a solenidade, remotamente, via transmissão online.

Na ocasião, o presidente da Cooperativa agradeceu pelo trabalho desempenhado nos últimos anos pelo conselheiro Marcialdo Silvio Justiniano, que teve o mandato encerrado, e aproveitou a oportunidade para entregar uma placa de reconhecimento.

O Banco Central aprovou os nomes eleitos na Assembleia Geral de 2020 para a posse do Conselho Fiscal, que tem um mandato de três anos, podendo se estender até a posse dos substitutos.

“O papel dos Conselheiros é de fundamental importância para o desenvolvimento da Cooperativa, por isso recebemos de braços abertos essa equipe que vem para somar com o nosso trabalho”, declara o presidente da Cooperativa, Antonio Geraldo Wrobel.

Georgia Malossi Queiroz afirma que fazer parte do Conselho Fiscal de uma Cooperativa tão grande e estruturada como é a Sicredi Sudoeste MT/PA reflete a determinação em trabalhar para contribuir pelo os interesses dos associados, para o crescimento constante da Cooperativa.

Os membros contribuirão para o melhor desempenho da instituição financeira cooperativa, por meio da transparência e prestação de contas. Além de servir como um órgão fiscalizador, o Conselho Fiscal continuará disseminando a política ativa de boas práticas de governança corporativa.

Conselho Suplente:

Cesar Luis Souto Olyntho

Marcus Vinicius Gomes

Claudio Cezar Bicalho

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 4,5 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está presente em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.800 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br).

 

Mábia Cristine

Assessora de Comunicação e Marketing

Comunicação e Marketing

rur

Categorias
Agronotícias

Sicredi promove tradicional Encontro de Comunicadores em Paragominas

O encontro reúne a imprensa local de diversos segmentos

A Instituição Financeira Cooperativa, Sicredi Sudoeste MT/PA realizou na manhã do dia 9/01, o tradicional Encontro com a imprensa Paragominense. O momento foi de descontração e muita informação, regado de um delicioso café da manhã. O gerente da agencia Sicredi de Paragominas apresentou os números de crescimento sistêmicos, alguns projetos sociais desenvolvidos pela Cooperativa e também sobre o processode expansão, que tem o objetivo de abrir cinco novas agencias em cidades onde o Sicredi
ainda não está, durante o ano.


“O Sicredi é uma Cooperativa que se preocupa com a comunidade, por isso queremos levar o desenvolvimento para as diversas áreas do Pará, e fazer com que o dinheiro circule
localmente. Assim, todos ganham”, afirma o gerente, Danilo Cidrack. Ao final, os comunicadores ganharam agenda e calendário do Sicredi.

Sicredi Sudoeste MT/PA – Paragominas
(91) 3729 9450 / (91) 99244-8147
sicredi.com.br

Categorias
Mercados e Créditos

Agricultores de Anapu recebem quase meio milhão de reais para pecuária e cacau

Mais de R$ 400 mil da linha Mais Alimentos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) foram investidos, neste fim de ano, em projetos de pecuária e cacau em Anapu, na Transamazônica, por meio do escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) e do Banco da Amazônia.

mi_3487106686338731Em novembro, quatro pecuaristas receberam R$ 94 mil cada para adquirir matrizes e touro puro de origem da raça girolândia, com aptidão para leite, e construir curral, porteiras, cerca de arame liso e cocho coberto, entre outras aplicações. Atendidos pela Emater há cerca de 10 anos, eles fazem parte das comunidades do Travessão dos Curicas, do Travessão do Santana, do Travessão do Flamingo Norte e da colonização antiga do Km 140 da rodovia.

“A inserção de animais aperfeiçoados geneticamente vai, aos poucos, qualificando o rebanho original, que é, em média, de 200 cabeças de misto e nelore em cada propriedade”, diz o chefe do escritório local da Emater, o técnico em agropecuária Neilson Monteiro.

No mesmo mês, outros dois agricultores, da Vicinal Surubim e do Travessão do Água Preta, também parceiros da Emater há uma década, assinaram contratos de R$ 17 mil e R$ 54 mil, respectivamente, para melhorar suas lavouras cacaueiras.

Fonte: Agência Pará

Categorias
Legislações

Condições especiais são oferecidas a produtores rurais para renegociação de dívidas com recursos do FNO e outras fontes

No último dia 19 de julho foi sancionada a Lei 12.844/2013, que, entre outros benefícios, institui linha de crédito rural para liquidação, até 31 de dezembro de 2014, de operações de crédito rural de custeio e de investimento contratadas até 31 de dezembro de 2006, no valor original de até R$ 200.000,00 (duzentos mil reais).

Câmara-aprova-projeto-para-renegociação-de-dívidasA decisão busca conceder ao segmento condições para fortalecer a produção. Entre os principais benefícios do processo de renegociação, observados no artigo 9º, está o prazo para liquidação das dívidas, que pode chegar a 10 anos com carência de 3 anos e juros anuais de 3,5%. A resolução 4.260 de 22/08/2013 garante também mais fôlego financeiro para o produtor, já que a primeira parcela poderá ser paga em 2015. Caso seja agricultor familiar, o prazo se estende até 2016.

A Lei prevê ainda bônus por adimplência de 10% ou 15%, de acordo com a localização do produtor. Neste caso, podem se enquadrar produtores rurais que obtiveram empréstimos até 31 de dezembro de 2006, no valor de até R$ 200 mil e que estavam em situação de inadimplência em 30 de junho de 2012.

A renegociação também permite que os agricultores com pendências possam ter acesso a novas linhas de crédito. Com essas medidas, o governo federal está resgatando uma dívida antiga que mantinha com a classe produtora rural e proporcionando a oportunidade de voltar a trabalhar e ter acesso ao crédito.

Os mutuários tem até dezembro de 2014 para liquidar ou renegociar as dívidas. O processo pode ser realizado em qualquer agência do Banco da Amazônia, Banco do Brasil e demais bancos do sistema financeiro nacional. Basta formalizar a solicitação do benefício junto à instituição financeira.

A Lei 12.844 foi regulamentada pela Resolução 4.260 de 22 de agosto de 2013 do Conselho Monetário Nacional (CMN).

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema FAEPA